• 0
pontodevirada

O ponto de virada adventista

Existe um momento na vida de Jesus, onde Ele parece não saber o que dizer. “E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos” (Lucas 19: 41). A sentença de Jesus começa com um sentido, então divaga – como se não houvesse sentido continuar.

Se, figurativamente falando, Jesus estivesse a olhar para a Igreja Adventista, o que Ele diria? Será que Ele nos veria da forma como como muitos do mundo ainda nos veem – um bastião do legalismo? Pesadas ​​expressões faciais nos cercam ao pensarem que podemos obrar o nosso caminho para o céu? (“Nós não precisamos de um Salvador, nós cuidaremos disso.”)

Talvez em anos passados, houve algo disso. Quando eu estava na faculdade, um orador veio ao campus e disse que sua paixão era a graça. Para ser honesto, suas mensagens pareciam como água em terra seca.

Mas se os ventos secos do legalismo já sopraram quase que totalmente, o que os substituíram? Uma vida de fé saudável que combina a verdadeira alegria em Cristo com escolhas cuidadosas sobre o que permitimos em nossas mentes e lares? Ou algo mais?

Na minha opinião, a maior ameaça a nossa igreja não é mais o legalismo (embora ele ainda exista). É o secularismo, o materialismo, o mundo. Este é o ladrão que agora vem para “roubar, matar e destruir” a vida abundante em Cristo.

Em seu livro “The Tipping Point” (O Ponto de Virada), Malcolm Gladwell explora os momentos em que a cultura sugere – e depois se espalha como incêndio. O ponto de virada, explica ele, tem tudo a ver com os líderes de uma determinada cultura – mesmo que eles não percebam que são os líderes. Por exemplo, em Nova York, meados de 1990, os sapatos Hush Puppies de repente ficaram muito populares porque um pequeno grupo de garotos legais de East Village e Soho decidiu começar a usá-las. “Os sapatos de 30 dólares passaram de um punhado de descolados e designers do centro de Manhattan para todos os shoppings dos Estados Unidos no espaço de dois anos”.

Se você é um líder natural (queira ou não), as decisões que fizer vão moldar a cultura das pessoas que lhe observam. Então, quem são os líderes culturais da Igreja Adventista hoje?

Em minha opinião, a cultura de nossa igreja hoje é formada em grande parte por líderes naturais que são boas pessoas íntegras, que você vai ver uma vez por semana na igreja e várias vezes por semana nos campos de Little League, que conhecem todos os mais recentes filmes e programas, que acreditam que temos “a verdade” – o que significa principalmente a adoração no Sábado – mas que podem ser parte dos 50 por cento dos membros da Igreja Adventista que nunca estudam individualmente a Bíblia. Seus filhos crescem até se tornarem líderes naturais com dons dados por Deus, mas eles mesmos não consideram um ministério de tempo integral. Em vez disso, eles escolhem carreiras de prestígio ou lucrativas e tornam-se bons cidadãos íntegros e membros da igreja – como os pais.

Assim, adventistas, quão diferentes somos de outros? Seria honesto dizer que, mesmo reconhecendo que os líderes mais talentosos em nossas Bíblias foram exatamente aqueles a quem Deus chamou para o ministério de liderança – Moisés, Davi, Daniel, Pedro – a maioria dos nossos melhores e mais brilhantes de hoje nem mesmo consideram a liderança do ministério porque não é mais o lugar onde está a cultura de nossa igreja?

Devemos ter cuidado para não substituir uma cultura que se importou em menores com uma em que menores são maiores: a graça transformadora de Cristo, nossa mensagem adventista distintiva, a vida abundante. Nossos padrões devem ser maiores do que as de quaisquer legalistas, porque entendemos que o nosso comportamento não determina a nossa salvação de nenhuma forma.

Então por que não sonhar alto? Ao invés de viver uma vida predominantemente secular com um pouco de sagrado nas bordas, deveríamos estar vivendo uma vida predominantemente sagrada com o secular relegado às bordas. Nossa cultura de igreja pode ser virada, mas apenas se a maioria de nossos líderes naturais decidirem liderar.

“Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence!. . . “

Andy Nash leciona jornalismo e religião na Southern Adventist University, EUA.

Fonte: Adventist News Network


  • 0
Oração

10 de Março: Dia de Oração e Jejum

17 milhões de adventistas em todo o mundo vão reservar um dia inteiro para muita oração e jejum em favor do reavivamento e da reforma espirituais.

A data especial vai resultar em ações nas congregações adventistas que envolverão momentos especiais de oração intercessora, louvor e mensagens bíblicas especiais.

As orações serão em favor, também, da grande distribuição massiva de mais de 50 milhões de exemplares do livro A Grande Esperança e dos demais projetos de evangelismo integrado ao longo de 2012.

O dia 10 de março é MUITO IMPORTANTE, por ser um estímulo a mais, para a prática da oração e jejum, que deve ser constante.

Neste dia, a liderança sul-americana adventista vai disponibilizar, através do Canal Executivo da TV Novo Tempo, um vídeo com uma mensagem especial para essa data apresentada pelo pastor Ted Wilson, líder mundial adventista. 


  • 0
operacaochuvaglobal-peq

Operação Chuva Global, 4-14 de janeiro de 2012

Imagine milhares de igrejas em todas as conferências, uniões e divisões orando ao mesmo tempo pela mesma coisa. Imagine milhões de adventistas do sétimo dia orando juntos para o derramamento da chuva temporã e serôdia, pelo reavivamento e reforma. Imagine a igreja em uma escala global, seguindo o padrão encontrado em Atos 2, onde os discípulos se reuniram para colocar de lado suas diferenças e se unir de verdade, com confissão sincera e clamando pelo poder para sair e dar uma mensagem de vida para um mundo agonizante . Milhares de pessoas foram convertidas em um dia por 120 discípulos a orar. Imagine o que pode acontecer, se milhões de membros orando forem capacitados com o Espírito Santo!

A Operação Chuva Global começou em 2007 como um movimento de oração centrada na revitalização e reforma em uma escala global. Como resultado, mais de 1.800 igrejas em mais de 90 países, participaram de um evento sem precedentes para a oração da Igreja Adventista do Sétimo Dia, 10 dias de oração pela efusão do Espírito Santo de Deus. Muitas pessoas e igrejas experimentaram avivamento, e muitos testemunhos foram ouvidos de pessoas vindas de volta ao redil, como resultado direto da OCG. Desde então, uma vez por ano a OCG organiza um período (10 dias) de oração em todo o globo.

Com cerca de mais de 60.000 igrejas adventistas em todo o mundo, e mais de 60.000 empresas, este foi de longe um pequeno número de participantes. No entanto, como resultado da oração do Espírito Santo, levando muito mais e um maior desejo de ver reavivamento e reforma em toda a Igreja a nível mundial, a Conferência Geral dos Adventistas do Sétimo Dia votou por tornar este evento anual de oração uma operação de prioridade para a Igreja a nível global.

Na internet, a campanha está sendo promovida pelo site reavivamentoereforma.com e pela página facebook.com/igrejaadventistadosetimodia. A Rádio e TV Novo Tempo também estarão incentivando diariamente as pessoas a orar e passarem mais tempo com Deus estudando a Bíblia.

 Quem acessa a internet poderá assistir e fazer download de vídeos abordando o tema do dia.

Para cada dia haverá um motivo especial de oração:

04/01 – Intercessão pelo derramamento do Espírito Santo – Hebreus 10:22

05/01 – Entrega pessoal – Tiago 1:6

06/01 – Arrependimento sincero – Daniel 9:4-6

07/01 – Confissão – I João 1:9

08/01 – Amor pelos perdidos – João 17:20 e 21

09/01 – Exame pessoal – problemas com familiares ou membros da igreja – Salmos 51

10/01 – Ajuda financeira para a obra de Deus – Filipenses 2:5-9

11/01 – Obediência – maturidade em Cristo – Romanos 12:1 e 2

12/01 – Ação de graças – cura dos doentes – Filipenses 4:4-6

13/01 – Testemunho apaixonado – missão para o mundo – Romanos 1:16 e 17

Veja algumas orientações:

  • Peça a Deus para preparar o seu coração para essa experiência de 10 dias de oração.
  • Forme um grupo de oração. Convide uma ou mais pessoas para acompanhá-lo, ou peça ao pastor de sua igreja para divulgar essa atividade para toda a igreja.
  • Escolha um horário conveniente para que as pessoas que você convidou possam participar com você.
  • Separem uma hora por dia para orar, se possível.
  • Comecem e terminem o momento de oração em grupo com louvores e agradecimentos.
  • Façam orações de frases curtas para que cada pessoa possa orar mais de uma vez e para permitir ao Espírito Santo impressioná-lo como orar.
  • Passem mais tempo efetivamente orando em grupo do que apresentando pedidos de oração.
  • Separe tempo pessoal, particular com Deus, além do tempo de oração em grupo.
  • Pense em adotar algum tipo de jejum, como o de TV, música secular, filmes, Internet, ou sobremesas.
  • Use o tempo extra para orar e ler a Bíblia.
  • Peça a Deus para Se revelar a você.
  • Peça ao pastor de sua igreja para promover os 10 dias de oração na igreja local através de testemunhos de como Deus operou como resultado das orações em grupo.
  • Nos cultos de Sábado durante os 10 dias deem um destaque especial a oração.
  • Peça a Deus para mostrar-lhe cinco pessoas por quem orar durante os 10 dias.

Pesquisa